(31) 2512-3329 | 2511-8836

Sisema recebe presidente do Ibama para alinhar políticas ambientais

Um dia depois de assumir a presidência do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), o procurador federal da Advocacia Geral da União (AGU) Eduardo Fortunato Bim, esteve em Belo Horizonte para se reunir com dirigentes do Sisema. O encontro, que ocorreu no dia 17 de janeiro de 2019, foi o primeiro da agenda dele à frente do cargo, e teve o objetivo de conhecer as políticas ambientais mineiras.

 

A visita a Minas é parte de uma agenda de viagens a outras unidades da federação em busca de aproximação com as políticas estaduais. “Agradeço a Minas por me receber. Quero fazer uma gestão que preze pelo diálogo com os Estados, para criarmos uma gestão ambiental forte e efetiva em todo o território nacional”, afirmou Bim.

 

Na pauta da reunião, temas importantes foram tratados, a exemplo do licenciamento ambiental, gestão da biodiversidade, avanços do Sistema Nacional de Controle da Origem dos Produtos Florestais (Sinaflor), fiscalização e qualidade ambiental, entre outros.

 

“É importante haver convergência entre os órgãos ambientais que integram o Sistema Nacional de Meio Ambiente para que a gestão seja eficiente e para se fomentar o verdadeiro desenvolvimento sustentável”, afirmou o secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Germano Vieira, durante a reunião. Ele frisou ainda que todas essas ações devem estar casadas com a prestação de bons serviços públicos e com a preservação dos recursos naturais.

 

Segundo Bim, a escolha por Minas se deve ao protagonismo da pasta ambiental do Estado no cenário nacional, especialmente pela participação junto à Associação Brasileira de Entidades de Meio Ambiente (Abema) e ao Comitê Interfederativo (CIF). O comitê trata das medidas de recuperação socioambientais da Bacia do Rio Doce após o rompimento da Barragem de Fundão, em Mariana, na Região Central de Minas. “O secretário Germano é presidente da Abema e Minas Gerais foi um dos Estados mais atingidos pelo rompimento de Fundão, bem como é extremamente atuante no Comitê”, afirmou Eduardo Bim.

 

Para Germano, a proximidade também só tem a somar. “Essa aproximação com o Ibama é significativa para todas as ações ambientais que estão sendo executadas decorrentes da tragédia de Mariana. Já temos uma atuação efetiva, o que será ainda mais aprimorado”, disse o secretário.

 

Além do secretário Germano e do presidente do Ibama, estiveram na reunião a secretária de Estado de Impacto Social, Elizabeth Jucá; o secretário-adjunto da Semad, Anderson Aguilar; o procurador-geral Lyssandro Norton; a diretora-geral do Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Igam), Marília Melo; e a chefe de gabinete do Instituto Estadual de Florestas (IEF), Elce Marie Ribeiro.

 

Fonte: Semad

Fechar Menu