(31) 2512-3329 | 2511-8836

Serviço florestal brasileiro promove melhorias no SICAR para dar agilidade à análise do Cadastro Ambiental Rural

Novas soluções têm por objetivo facilitar a análise de 5,6 milhões de cadastros de imóveis rurais no Cadastro Ambiental Rural (CAR), agilizando o acesso do produtor rural aos Programas de Regularização Ambiental (PRA) e às Cotas de Reserva Ambiental (CRA).

Em comunicado oficial aos órgãos competentes pelo Cadastro Ambiental Rural nos Estados e no Distrito Federal, o Serviço Florestal Brasileiro anunciou o desenvolvimento do Fluxo Dinamizado de Análise do CAR, com vistas a promover celeridade e viabilizar a análise nas unidades federativas que adotam a plataforma do SICAR.

As novas soluções tecnológicas serão desenvolvidas a partir da melhoria das informações cartográficas disponíveis e de sua utilização para verificações automatizadas de informações declaradas pelos produtores rurais em seu Cadastro.

A ideia é implantar melhorias tecnológicas na plataforma para facilitar o trabalho dos técnicos responsáveis pela análise dos cadastros, de modo que os proprietários e possuidores rurais tenham seus cadastros analisados com mais rapidez e tenham acesso aos Programas de Regularização Ambiental (PRA) e/ou às Cotas de Reserva Ambiental (CRA).

Serão conduzidas ações de divulgação sobre as novas ferramentas, além da capacitação dos usuários do sistema. Também serão realizados aprimoramentos no sistema para facilitar o acesso do proprietário ou possuidor rural às informações do CAR e acompanhar a análise de seu cadastro por meio da Central do Proprietário/Possuidor.

O Serviço Florestal Brasileiro realizará, em junho deste ano, o Encontro Nacional do Cadastro Ambiental Rural com os órgãos responsáveis pelo CAR nos Estados e no Distrito Federal, no qual será apresentada a solução tecnológica aos entes federativos. Posteriormente, será estabelecido um cronograma para implantação do fluxo dinamizado da análise nas unidades da federação, de acordo com a demanda dos Estados.

O desafio, hoje, é agilizar a análise de 5,6 milhões de cadastros de imóveis rurais.

 

Fonte: Sistema Florestal Brasileiro.

Fechar Menu