(31) 2512-3329 | 2511-8836

Comitê finaliza proposta para criação de Mosaico de UCs do Quadrilátero Ferrífero

A criação do Mosaico de Unidades de Conservação da Serra do Espinhaço do Quadrilátero Ferrífero está prestes a se concretizar. Em reunião realizada em Belo Horizonte, os gestores das áreas de preservação aprovaram o documento que será submetido ao Ministério do Meio Ambiente (MMA) no último passo antes do reconhecimento da rede que reúne as reservas ambientais.

A proposta do Mosaico do Quadrilátero Ferrífero reunirá 16 unidades de conservação estaduais, entre eles os Parques Estaduais da Serra do Rola-Moça e do Itacolomi, a Área de Proteção Ambiental Sul, a Estação Ecológica de Fechos e o Monumento Natural Estadual Serra da Moeda. Também integram o conjunto o Parque Nacional do Gandarela, Parques Municipais da Serra do Curral e Mangabeiras e Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPNs) da região.

O coordenador do Comitê da Reserva Biosfera da Serra do Espinhaço, Miguel Ângelo Andrade, que vem realizando o trabalho de reunião das diversas organizações que administram as reservas ambientais envolvidas, explica: “É um processo político, de envolvimento das partes, e também processual, de levantamento da documentação, como o cadastro e as leis de criação de cada unidade de conservação”, afirma.

O diretor-geral do Instituto Estadual de Florestas, Henri Dubois Collet, que tem assento no Comitê da Reserva Biosfera da Serra do Espinhaço, explica que a criação do Mosaico permitirá o compartilhamento de experiências entre os gestores das diversas unidades. “Cada uma tem suas especificidades, características e demandas e as trocas só favorecem o trabalho coletivo”, destaca.

O trabalho de excelência na prevenção e combate a incêndios florestais pode ser uma das experiências que a equipe do Parque Estadual da Serra do Rola-Moça pode compartilhar após o reconhecimento do mosaico. Localizado na Região Metropolitana de Belo Horizonte, a unidade de conservação é muito vulnerável aos incêndios, muitas vezes causados pelo próprio homem.

A rede de parceiros com empresas e moradores do entorno, que a unidade de conservação montou após anos sendo local de um grande número de focos de incêndio, a tornou conhecida como uma das mais eficientes na resposta a esse tipo de ocorrência. “A estrutura de prevenção e o pronto atendimento que damos aos focos de calor tornaram o Parque um modelo nesse tipo de trabalho”, explica o gerente, Marcus Vinícius de Freitas.

As unidades de conservação estaduais que compõem o Mosaico de Unidades de Conservação da Serra do Espinhaço do Quadrilátero Ferrífero são:

– Parque Estadual da Serra do Rola-Moça;

– Parque Estadual da Baleia;

– Parque Estadual Serra de Ouro Branco;

– Parque Estadual do Itacolomi;

– Floresta Estadual de Uaimií;

– Estação Ecológica Estadual do Tripuí;

– Estação Ecológica Estadual de Aredes;

– Estação Ecológica Estadual de Fechos;

– Estação Ecológica Estadual do Cercadinho;

– Monumento Natural Estadual Pico do Itabirito;

– Monumento Natural Estadual Serra da Moeda;

– Monumento Natural Estadual de Itatiaia;

– APA Estadual Seminário Maior de Mariana;

– APA Estadual Bacia Hidrográfica Ribeirão do Veríssimo;

– APA Estadual Cachoeira das Andorinhas;

– APA Estadual Sul da Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Fonte: IEF

Fechar Menu